Integração de documentos fiscais traz vantagens para editores de ERP

Integração de documentos fiscais traz vantagens para editores de ERP

Lages – SC 8/6/2021 – Há soluções especializadas em documentos fiscais capazes de se integrar facilmente ao ERP, de forma simples e com a possibilidade de ser escalada.

Existem ferramentas especialistas em gestão de documentos fiscais que podem resolver vários problemas de desenvolvimento de Software Houses.

Muitos sistemas ERPs não contam com uma plataforma específica para gerenciar documentos fiscais, o que pode colocar empresas em risco de multas ou outros passivos legais. Cada um deles é frequentemente atualizado por leis, fato este que torna essa gestão ainda mais árdua para empresas que não são especialistas no assunto.

Não apenas com relação à legislação, o próprio volume de documentos processados já torna necessário o uso de uma plataforma especialista. Para se ter uma ideia, desde o início do projeto NF-e no Brasil, já foram emitidas 28,516 bilhões de notas, segundo a Sefaz.

A boa notícia é que há ferramentas especialistas capazes de se integrar facilmente ao ERP, de forma simples e com a possibilidade de ser escalada, em caso de avanço da organização. Dessa forma, é possível ter o benefício buscado pelas software houses de prover soluções de documentos fiscais aos seus clientes, sem o ônus do desenvolvimento interno.

Segundo Valmir Tortelli, CEO da NDD, empresa de tecnologia com mais de 16 anos de experiência na área, existem vários benefícios em apostar em uma dessas plataformas em vez de optar por desenvolvê-la dentro de casa.

São dois grandes desafios que as software houses devem superar para o desenvolvimento das soluções in house:

Modificações de lei: as constantes mudanças da lei, as emissões de notas técnicas e atualizações da legislação tributária fazem com que a empresa precise se especializar no acompanhamento e monitoramento de possíveis alterações da legislação.

O alto custo de desenvolvimento: além da força de trabalho focada nessa solução, a equipe de TI precisará ter um olhar sempre atento para o funcionamento destas iniciativas, o que aloca muito tempo do time de desenvolvimento.

“Com uma solução já especialista integrada ao ERP, a software house consegue aumentar as soluções que oferta ao cliente, com um investimento mínimo financeiro e de horas de desenvolvimento”, pontua Valmir.

Além dessas dores, existem algumas vantagens adicionais que as soluções especialistas podem agregar aos ERPs:

1) Custo de manutenção – A conta precisa ser feita da forma correta. Não basta apenas comparar o custo de uma solução com a possibilidade de desenvolver internamente. É preciso compreender que a manutenção desse sistema será complexa, além de obrigar o seu negócio a manter uma equipe focada especificamente neste sistema. Com uma solução externa, o custo se reduz. 

2) Personalização – Trata-se de muitas informações a serem consideradas. Quanto maior o volume de operações da empresa, mais complexidade envolvida no desenvolvimento de um sistema. Com soluções terceirizadas, aumenta-se a possibilidade de personalização de acordo com as demandas do negócio. 

3) Centralização de informações – As informações fiscais estão agrupadas em um único sistema, o que permite ter uma visualização completa dos dados necessários. Nesse contexto, torna-se mais simples monitorar os processos e acompanhá-los, com a organização na emissão e arquivamento de documentos fiscais. 

4) Controle – Ferramentas especialistas dão mais controle no armazenamento, garantindo a permanência dos documentos fiscais em seu devido lugar, podendo ser acessados a qualquer momento. Inclusive para a emissão de relatórios, entre outros dados – o que é fundamental para companhias que lidam com grande quantidade de informações. 

5) Agilidade e performance – Em muitos casos, há a necessidade de disponibilizar para os consumidores e parceiros comerciais os documentos de maneira eletrônica. É importante que isso seja feito de forma automática e ágil, permitindo o acesso em caso de necessidade. Nesse contexto, as melhorias de sistemas e plataformas garantem mais performance, independentemente do volume de arquivos geridos. 

6) Experiência – No momento de selecionar o seu parceiro, é possível optar por companhias com anos de experiência no mercado. Esta expertise costuma se aliar à solução em si, visto que os conhecimentos são vinculados à identificação e à solução de problemas. 

7) Compliance – O editor de ERP garante a conformidade dos documentos fiscais e pode focar nas decisões estratégicas relevantes para o negócio. 

No mercado, existem algumas soluções que já atuam neste sentido. Uma delas é o NDD Space, da própria NDD. “O NDD Space é o resultado de mais de 16 anos de experiência na gestão de produtos fiscais. Com ele, queremos apoiar as empresas de software no desafio de acompanhar as mudanças fiscais do país, dando condições e mais tempo para que foquem em atender os anseios de seus clientes e no core business da sua solução”, completa Valmir.

Há 17 anos, a NDD oferece soluções que transformam dados em informações relevantes para facilitar a rotina de empresas que necessitam processar e gerenciar documentos fiscais, realizar gestão de frete e transportes, além de provedores de outsourcing de impressão que demandam inteligência para gestão.

A NDD é líder no Brasil, segundo dados do Sefaz e dos servidores próprios da companhia, no processamento e gestão de documentos fiscais eletrônicos. Possui clientes no ranking dos 3 maiores varejos do Brasil em faturamento e as maiores software houses do varejo brasileiro utilizam seus serviços. Na última black friday em 72 horas processou cerca de 8 milhões de NFC-e, ou seja, quase 2 mil documentos por minuto, sem sequer uma intercorrência.

Mais informações:

Portal NDD: https://www.ndd.tech/

Página do produto: https://ndd.tech/ndd-space

Vídeo do NDD Space: https://youtu.be/c0u7b42H4YI

Jornalista responsável: José Roberto Krasucki (DRT/PR 7145)

Website: http://ndd.tech