Pai vê sinal de vitória em ultrassom do filho para vencer o câncer

Pai vê sinal de vitória em ultrassom do filho para vencer o câncer
Reprodução/UOL

Felipe Moreira dos Santos, de 32 anos, morador do Guarujá, a cerca de 98 km de São Paulo, foi surpreendido durante o ultrassom da esposa com o que parece ser um gesto de “V” nos dedos do filho do casal, que tem previsão de nascer no mês que vem.

Para Felipe, aquele pode ser o sinal de que ele receberá a cura do câncer, já que que passará em junho por sua segunda cirurgia após diagnóstico de um câncer, ele interpretou o gesto do futuro filho como um “sinal de vitória“.

O que mais chamou a atenção da família é que o pai só pôde comparecer ao exame pré-natal da esposa Camila Ferreira, de 24 anos, depois de mais de seis meses de gestação. Ele trata de um câncer que tirou o seu rim esquerdo e que depois se espalhou pelo baço. A baixa imunidade causada pelo tratamento da quimioterapia o impediu de acompanhar a gravidez de perto, por sua segurança.

Em entrevista ao site UOL, ele contou como foi sua reação ao ver o bebê fazendo o sinal:

“Minha imunidade estava muito baixa por conta da quimioterapia, mas minha esposa insistiu para que eu fosse ao ultrassom. Quando chegamos, comecei a gravar com o celular, eu queria registrar as batidas do coração. De repente a médica avisou ‘olha, ele está fazendo um sinal de V’. Na hora não tive reação”, conta Felipe.

A imagem foi um encorajador para Felipe continuar firme no tratamento.

“Tiramos o tumor de 18 centímetros, mas depois ele se espalhou pelo braço. Os médicos praticamente disseram que não tinha jeito, mas depois de quatro sessões de quimioterapia fizemos alguns exames, e até eles se surpreenderam com o resultado positivo”, relata.

Como um símbolo de fé, a criança será batizada como Davi. O bebê foi ‘pedido a Deus’ pelo casal momentos antes da primeira cirurgia do rim acontecer no ano passado.

“Antes de entrar na cirurgia pedi a Deus para não me deixar ir embora porque eu queria ser pai de um menino”, acrescenta Felipe, que soube da gravidez da esposa 20 dias depois do procedimento cirúrgico.